segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Tinha que ser o CHÁVEZ de novo!!!






- Fue sin querer queriendo...












CARACAS!!!

Depois de mexer na constituição trocentas vezes, na bandeira venezuelana, no brasão, e até no fuso horário do país, Hugo Chávez, a principal voz anti-estadunidense do continente - e muy amigo do nosso Lulita Paz y Amor – inventou de criar ONTEM um feriado para comemorar HOJE os 10 anos de sua chegada ao poder.

Ou seja, hoje é o dia do Chávez galera!!!

- CHEVERE!!!
[- IRADO!!!] - versão brasileira, Álamo.

Muitas atividades especiais foram programadas para abrilhantar a data: a malhação do Tio Sam, o enterro simbólico do capitalismo, o tradicional e cativante discurso de Chávez com 8 horas de duração [ou até que alguém grite ¿Por que no te callas?] e um show da banda Calypso.

Logo após os coices do cavalo manco, gritos de ¡el petróleo es nuestro! devem ecoar pelas ruas de Caracas, com geral bailando e chacoalhando maracas em volta de uma enorme fogueira de bandeiras norte-americanas.

Aliás, nesse momento, o presidente boliviano Evo Morales, o velho Zacca, deve marcar presença no evento, cheio de gás [e doido pra fechar a nossa torneirinha], defendendo as tradições dos povos indígenas e enfatizando a importância da folha de coca para a economia de seu país [sobretudo quando embalada em papel de 10].

Mas o momento ápice da festa será, sem dúvida, a aparição do Comandante-em-Chefe Fidel Castro num telão gigante montado em praça pública, saudando a todos.

Quer dizer, na verdade o que la gente vai ver será nada mais do que a reprodução original em áudio do discurso de Castro em janeiro de 1959, logo após o seu exército tomar Havana e instalar a Revolução Cubana no país.

E, enquanto o Fidel de 59 fala, a única imagem no telão será a de uma foto-montagem em blanco y negro de Che Guevara abraçando o macaco velho do Chávez.

Mas tá valendo!

Y bueno, daqui a duas semanas haverá uma votação para determinar se Chávez poderá ficar mais outra década no poder.

Aí, na boa, essa Constituição Venezuelana só pode ter sido escrita a lápis.

E, pra aguentar tanta borracha, só mesmo borracho! [bêbado!]

- versão brasileira, Herbert Richards.


Marcus Losanoff

4 comentários:

carulina disse...

sem textos sobre o cascão este blog vira um lixo!!! =)))

tô com descolamento de retina. tira o preeeeeeeeeeeetttttttttooooooooooooooooooooooo!!!

frasista e alarmista disse...

hahahahahaha

vai no médico! =P

acho q o nosso querido cascão ia gostar muito ao saber q este blog é um lixo. heheh

beso

RARODRIGUES disse...

Cale-se, cale-se, cale-se, voce me deixa louuuuuuuuuuuuco! hahahaha, voto no Kiko pra presidente da Câmara da Venezuela

frasista e alarmista disse...

E eu no Seu Madruga pra ministro do Trabalho. hehe